Uma curadora na amazônia: trajetória de vida e saberes da experiência

O artigo analisa a trajetória de vida e os saberes construídos por uma curadora na ilha de Colares, no Pará (Brasil). Com base na pesquisa de campo e apoiado nos pressupostos da história oral temática, tem como objetivos identificar os saberes construídos por Rosalina, bem como analisar os processos...

Full description

Saved in:  
Bibliographic Details
Published in:Revista Brasileira de História das Religiões
Authors: Albuquerque, Maria Betânia Barbosa 1968- ; Castro, Dannyel Teles de
Format: Electronic Article
Language:Portuguese
Check availability: HBZ Gateway
Journals Online & Print:
Drawer...
Published: Universidade Estadual de Maringá [2016]
In: Revista Brasileira de História das Religiões
Year: 2016, Volume: 9, Issue: 26, Pages: 07-30
Standardized Subjects / Keyword chains:B Pará / Healing woman / Local knowledge / Oral tradition / Umbanda / New Age / Influence
RelBib Classification:AG Religious life; material religion
KBR Latin America
Further subjects:B saberes da experiência
B práticas de cura
B Amazônia
B trajetória de vida
Online Access: Volltext (kostenfrei)
doi
Description
Summary:O artigo analisa a trajetória de vida e os saberes construídos por uma curadora na ilha de Colares, no Pará (Brasil). Com base na pesquisa de campo e apoiado nos pressupostos da história oral temática, tem como objetivos identificar os saberes construídos por Rosalina, bem como analisar os processos de construção e transmissão desses saberes. Teoricamente, apoia-se em Mafessoli (2006) acerca do conceito de socialidade; na ideia de bricolagem de Lévi-Strauss (1989); e nos saberes da experiência ou saberes ordinários de Michel de Certeau (2009). Dentre as conclusões, o artigo ressalta a mutiplicidade de saberes construídos e transmitidos oralmente por Rosalina a um grupo de pessoas que os ressignificaram de diferentes formas. Suas práticas de cura englobavam elementos de diversas tradições (umbanda, esoterismo, Nova Era) configurando um hibridismo religioso e um constante processo de bricolagem de seus saberes. No contexto de uma Amazônia carente de atendimentos médicos e de serviços de orientação à população, sobressaiu-se Rosalina de dentro das matas de Colares, cuja prática de vida “alternativa” coloca-a como um sujeito singular portador de múltiplos saberes os quais, numa ampla rede de socialidade, foram postos em circulação a diversas pessoas fazendo dela uma curadora e, também, uma educadora do cotidiano.
ISSN:1983-2850
Contains:Enthalten in: Revista Brasileira de História das Religiões
Persistent identifiers:DOI: 10.4025/rbhranpuh.v9i26.32479